ESTILHAÇOS | NOVAS CANÇÕES DA MONTANHA

O projecto ESTILHAÇOS nasceu em 2004, na sequência de um convite feito pelas Quintas de Leitura do Teatro do Campo Alegre, no Porto, como um espectáculo de spoken word onde Adolfo Luxúria Canibal lia textos e poemas do seu livro homónimo, acompanhado ao piano e outros teclados por António Rafael. O formato deu origem à gravação do primeiro disco do projecto, homónimo, editado em 2006 pela Transporte de Animais Vivos. Posteriormente, mantendo as mesmas características, passou a contar com a participação de Henrique Fernandes (contrabaixo) e de Jorge Coelho (guitarra). Prosseguindo apresentações regulares, o colectivo foi renovando o reportório, acrescentando novos textos e poemas aos inicialmente interpretados. Em 2010, convidados para uma sessão de homenagem a Mário Cesariny, passam a incluir, a par dos escritos de Adolfo Luxúria Canibal, poemas do poeta surrealista, configuração que constituiria a base para nova digressão e para a gravação de um novo disco, Estilhaços e Cesariny, editado pela Assírio & Alvim no final de 2011. 
Em 2013 apresentaram um novo espectáculo, baseado nos textos de Adolfo Luxúria Canibal inspirados pelos livros de ilustração da colecção O Filme da Minha Vida, que deu origem ao registo de mais um disco, Estilhaços Cinemáticos, editado pela Cobra em 2014.

Adolfo Luxúria Canibal (Voz) 
António Rafael (Piano e Programação)
Henrique Fernandes (Contrabaixo) 
Jorge Coelho (Guitarra)

Novas Canções da Montanha é uma iniciativa do Município de Sabrosa para o Espaço Miguel Torga, com o apoio do Município de Vila Real e Teatro de Vila Real. 

A produção e programação está a cargo da covilhete na mão. 

O programa de atividades do Espaço Miguel Torga tem o apoio da Fundação EDP.